quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

O movimento cartista

O cartismo foi o primeiro movimento da classe operária inglesa a reivindicar direitos políticos e a adquirir um caráter nacional. O movimento nasceu em Londres, em 1837, quando uma associação de trabalhadores enviou ao Parlamento a Carta ao Povo, um documento em que requeriam, entre outras coisas, voto secreto, sufrágio universal masculino e parlamentos renovados anualmente.
A petição foi levada para assembléias de trabalhadores em todo o país e recebeu mais de um milhão de assinaturas. A recusa do Parlamento em aprovar a carta desencadeou uma onda de greves, manifestações e prisões.
Por volta de 1840, o movimento cartista apresentou uma segunda petição, bem mais radical que a primeira. Além de reivindicações iniciais, o documento exigia aumento de salário para os operários e redução da jornada de trabalho. A nova petição recebeu cerca de 3,3 milhões de assinaturas, mais da metade da população masculina inglesa da época.
Aos poucos, as lutas operárias surtiram efeito. As leis trabalhistas do século XIX e início do XX melhoraram as condições de trabalho nas fábricas e minas inglesas, além de fortalecer as lutas dos trabalhadores de outros países.

3 comentários:

  1. todo tipo de exploraçao da origem a alguma mobilizaçao , isto fica evidente atraves de toda historia da humanidade

    ResponderExcluir
  2. não é fácil, são anos e anos de lutas, derrotas e avanços curtos, o dinheiro manda.

    ResponderExcluir
  3. Eu sou o dougras você não é o dougras.

    ResponderExcluir