quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

A substituição do homem pela máquina

Com o contínuo avanço tecnológico, cada dia mais o trabalho humano foi sendo substituído ou regrado pela máquina. O trabalhador, que antes era um produtor, tornou-se operador de máquinas.
O ritmo da vida e do seu trabalho deixou de ser determinado pelo ritmo da natureza e do corpo humano para acompanhar o da máquina. Como a produção devia ser cada vez mais rápida, o homem teve de ajustar sua vida  a esse novo ritmo, trabalhando mais horas por dia a uma velocidade cada vez maior. Quem definia o ritmo do trabalho era a máquina, que, por sua vez, era controlada pelos empregados mais graduados da fábrica, e, acima destes, pelo patrão.

5 comentários:

  1. muito bom isso me ajudou num trabalho

    ResponderExcluir
  2. O auto conhecimento na revisão da conclusão académica aprimora sempre e tem me ajudado para ampliar o aprendizagem.

    ResponderExcluir